Yu-Gi-Oh! O que muda nos Pendulum? Novas regras!

Fala gurizada ligada no blog da Solo, aqui quem escreve é o Felipe! E hoje, a pedido de muitos, eu vim trazer para vocês uma matéria de Yu-Gi-Oh! abordando as mudanças à respeito dos monstros Pendulum e suas mecânicas de jogo. E meu amigo, são mudanças e tanto…

Recapitulando as coisas

Os Pendulum foram lançados em 2014 (3 anos? Mas já), logo no seu primeiro ano de lançamento eles não tiveram muito destaque, devido a Nekroz ter sido o deck dominante (antigo deck focado em Ritual Summon), porém  de lá pra cá com o iminente nerf deles, os Pendulum dominaram o cenário competitivo em quase todos os formatos, sendo o deck destaque ou pelo menos figurando entre os top tier. E isso resultou basicamente na divisão entre os players de Yu-Gi-Oh: Ame-os ou odeio-os!

Talvez perto das mecânicas “primordiais” (Fusion, Synchro e XYZ) os Pendulum tenham deixado a desejar no gosto geral, mas em questão de desempenho foi sem dúvidas uma das mecânicas mais insanas já inventadas em um card game. Invocar 5 monstros de UMA só vez? Monstros que voltam todo turno sem custo adicional algum para isso? Simplesmente I-N-S-A-N-O.

Um erro?

Com a chegada das novas regras de Yu-Gi-Oh! o que ecoou na comunidade foi o inevitável “os Pendulum morreram?”. Tudo porque agora eles não possuem mais suas Zonas Pendulum como antigamente (para mais informações confira nosso vídeo falando à respeito).

Antes isso fosse o pior, já que agora depois de um monstro Pendulum ir para o extra deck de face para cima, ele só pode ser invocado por Pendulum Summon na sua Extra Monster Zone (e nas zonas liberadas pelos Link Markers), o que sem dúvidas é algo que quebra a mecânica Pendulum que conhecemos e os deixa muito mais limitados.

Diante da velocidade que o jogo tomou por causa desse tipo de invocação, isso aliado ao fato de que invocar um XYZ, um Synchro (Alô, Quasar) e até mesmo uma Fusion tenha se tornado como um passeio no parque, algo trivial, a Konami decidiu que esse nerf tenha sido um mal necessário, algo preciso.

Claro, eu não posso afirmar isso, contudo é fato de que agora a prioridade é fazer os Link Monsters e as novas mecânicas de Yu-Gi-Oh! brilharem e com os Pendulum no caminho, isso não seria fácil, já que como a invocação do Extra deck se tornou mais difícil (aparentemente), a força bruta de invocação Pendular floodando o campo com 5 monstros todo turno (eu já falei o quanto isso é insano?) seria totalmente broken!

MEUS PENDULU NAUUUMMM!

Os Pendulum morreram?

Após toda essa explanação ainda resta a dúvida, será que eles realmente morreram? E a resposta é simples: Não! Dificultar uma mecânica de jogo e até mesmo nerfar um deck/arquétipo é algo comum em um card game, todavia para mim que já jogo Yu-Gi-Oh! a mais de 10 anos e vi das mais desesperadas tentativas da dona Konami de acabar com algo que ela mesmo criou (falo de certas cartas, não do jogo), sei que esse nerf não será bem sucedido.

Pare e pense, invocar do extra deck será mais difícil? Talvez sim, porém quem precisa realmente de 5 monstros invocados de uma vez só? Você pode até citar os decks mais aggros, contudo atualmente “apenas” um Kirin é capaz de fazer um estrago e tanto, já que vivemos uma era onde quase todos os decks do formato giram em torno de monstros chave e não de um playstyle mais “zoo” (com exceção – ironicamente – do tier 0 do formato).

Sem falar que a minha grande aposta para esse novo formato de Yu-Gi-Oh! não está em nada novo, mas sim nos já esquecidos Deskbot. Com os link monsters sendo impossíveis de serem colocados em modo de defesa, imagino eu que os robozinhos de bolso tenham seu lugar ao sol como uma espécie de anti-meta, e claro, qual mecânica eles fazem uso? Pendulum!

Por isso falo com clareza e afirmo, NÃO se desfaça de seu deck de Yu-Gi-Oh! Pendulum

Segure-o até o próximo formato. Eu posso estar errado e a nova mecânica suprimi-los de uma maneira que não vejam mais jogo, porém não pensem nos link como rivais dos Pendulum, mas sim como parte de um todo. Um ajudando o outro, um levantando o outro.

E por isso peço para que não arrisquem ficar sem seu deck de Yu-Gi-Oh! esperando que ele não rode mais, mas sim arrisque novas builds, novas jogadas, novas estratégias, assim que os link chegarem e alie isso ao seu deck Pendulum.

Estamos em uma nova era de Yu-Gi-Oh!, um novo meta vem aí, praticamente um novo jogo, é excitante pensar que poderemos praticamente garimpá-lo do zero mais uma vez e com toda certeza nossos amigos Pendulum terão seu lugar ao sol, já que a dona Konami não dá ponto sem nó em suas decisões e tenha em mente que eles não enterrariam tão facilmente um tipo de monstro que até hoje deu muitos lucros a ela.

XOXO

Muito obrigado a todos que leram mais um artigo meu aqui no blog da Solo o/ se possível deixe seu comentário, sugestão e avaliação, tanto sobre a matéria como as novidades que estão abalando o mundo de Yu-Gi-Oh!

E não se esqueça de compartilhar esta matéria nas suas redes sociais. E era isso então galera, até a próxima matéria, fé no coração das cartas sempre, um abraço e eu… Fuiiii!

14 comentários

  1. Qual é o jogo de Yu-Gi-Oh que estão jogando atualmente ? Estou querendo voltar a jogar.

  2. Tudo isso fica mais confuso e os duelos cada vez mais complicados. Sempre gostei de Fusão e Ritual.

    • eu super te entendo

    • Eu concordo, antigamente era tão divertido e dava pra jogar por horas… imaginar as cartas dos primeiros anos de yugi. Agora eu tava vendo a final do mundial de 2017 e o cara passou mais de 5 minutos pra acabar a jogada dele e uma final de torneio acabou em uma rodada.. totalmente sem graça.. Eu sempre vou preferir a época em que ter um mirror force era algo raro, e que tirar um jinzo num booster era motivo de euforia.. fazer uma fusão era algo top.. Hoje não tem graça… quando jogo com meus amigos das antigas, jogamos com as cartas do nosso inicio..

  3. Ótima matéria,felipe!!!

  4. O que me chateia nessas novas mudanças é o fato de que não será mais possível jogar sem ter um monstro Link. Desse modo vai ser obrigatório ter no mínimo uns 2 desses no Extra Deck para poder jogar direito (Monarch se safou). Isso praticamente chuta pra fora muitos Decks Synchro como Quasar e diminui o Extra Deck, fazendo você ter que jogar fora alguns supports extras para poder ser capaz de usar o resto. Eu espero de coração que o jogo se divida em dois formatos: um link e um não-link. Porque mesmo com a mudança um tanto confusa dos pendulums, o máximo que mudava eram 2 zonas novas e esse jogo acelerado. Essa nova mudança é limitadora e não me agrada, pois muda quase que totalmente a maneira como o jogo lidará com o Extra Deck. Ao menos peço à Konami que faça um Link Monster ou mais para cada Arquétipo, ou pelo menos alguns Links staple, senão vai ficar difícil continuar a jogar.

  5. Into the Vrains

  6. Boa noite ainda fiquei com algumas dúvidas. Afinal de contas quer dizer que não existe mais a zona Pêndulo no campo? é possível ainda fazer invocação pendular do monstros que estão na mão do jogador ? essa nova mecânica apenas dificultou a invocação pendulo do extra deck ou esse tipo de invocação simplesmente foi banida em sua totalidade?
    E é claro parabéns a toda equipe da solo, loja excelente, ótimos vídeos e artigos.

  7. agora eu so posso invococar monstros pendulos de 1 monstro 1 vez por turno?

  8. Cara eu amava os pêndulos mas agora é a Konami te obriga a ter uma carta link no deck, que merda. E outra coisa, como ficam as fichas com a atualização link? Elas são do deck extra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*