Yu-Gi-Oh! 2019 Review

Chegamos ao final de 2019 e nada mais justo que fazermos a nossa clássica revisão; vamos dar uma geral no que tivemos e uma espiada no que nos espera no próximo ano.

Tivemos o início da nova forma de duelos Speed Duel. Um formato exclusivo TCG no qual foram introduzidas as cartas de habilidade, que seguem o mesmo padrão do jogo “Yu-Gi-Oh! Duel Links”. Com isso podemos notar a expansão dos jogos de duelo em diferentes vertentes e também atingindo diferentes públicos.

Na mesma

No formato tradicional de Yu-Gi-Oh! 2019 foi um tanto quanto morno. Já iniciamos com Sky Strikers se destacando no cenário competitivo como o principal Deck e estamos terminando na mesma; as Banlists não foram tão afetivas a ponto de alterar isso; muito menos os lançamentos deram conta de parear co os Decks existentes na hora dos duelos.

Os vários arquétipos lançados mais serviram de complemento ou base para Decks enquanto que as cartas já existentes se adaptavam e se contorciam para completá-los. Os Links chegaram em peso com suportes para arquétipos já conhecidos e, é claro, muita novidade também. Contudo, devemos notar que ainda não tivemos o lançamentos das cartas das coleções “Link Vrains Pack” no TCG.

Uma coleção que sempre traz coisas boas consigo é a Mega Tins e em 2019 não foi diferente. Com os melhores reprints, cartas exclusivas pro TCG e ainda novas cartas com artes de Kazuki Takahashi, a Gold Sarcophagus Tin foi um sucesso.

O que esperar?

Se você tentou, tentou e não se adaptou ao novo formato Link, saiba que ainda existe um luz no fim no túnel. Conforme anunciado há pouco, uma nova mudança na Master Rule passará a ser aplicada a partir de abril de 2020 no TCG. Com ela as invocações Xyz, Synchro e Fusion não mais precisam ser invocadas em zonas apontadas por monstros Link ou na Zona de Monstro Extra.

O ano de 2020 ainda promete muitas coisas boas, como (finalmente) a vinda do Cryston Halqifibrax e analogamente Predaplant Verte Anaconda, e quem sabe alguém para bater de frente com o Deck Sky Striker…

Qual sua opinião sobre o ano de 2019 em Yu-Gi-Oh? Gostou das novas cartas, arquétipos e Banlists que tivemos? Espera que ano que vem seja melhor? De qualquer forma, obrigado por fazer parte de mais esse ano do nosso Blog Sagrado! Então pra não perder o costume, fique ligado no nosso site para acompanhar as novidades!

Um comentário

  1. A Konami parece que está brincando com o jogo. Inventaram uma invocação nova que nerfou varios decks do jogo, inclusive muitos dos meus. Apesar desse fato, depois que me adaptei a invocação link, conclui que foi uma mudança para o bem, pois travou boa parte dos decks que construiam campos quase que imbativeis já na primeira rodada. Boa parte das partidas passaram a durar mais do que 3 turnos, é isso foi excelente pra saúde do jogos.Antes dos links o vencedor do jogo era aquele que ganhava no pedra papel e tesoura e pegava o primeiro turno contruindo quase que um campo indestrutivel já no primeiro turno. Boa parte da galera que eu vi comemar a nova Master Ruler de 2020, foram as pessoas que não conseguiram se adaptar a invocação link. A invocação deixou o jogo mais complexo e isso afastou principalmente os jogadores mais casuais do jogo. Facilitar novamente a regra de invocação dos monstros do deck extra é uma clara estratégia da konami de atrair esses jogadores de volta para o jogo, e consequentemente faturar mais. Entretanto é um “soco” na cara dos jogadores mais fiéis, que como eu não querem ver o jogo novamente ser decidido no pedra papel e tesoura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*