Você conhece a lenda do Dragão Branco de Olhos Azuis?

voce-conhece-a-lenda-do-dragao-branco-de-olhos-azuis-795

O Trading Card Game de Yu-Gi-Oh! começou a ser produzido e vendido há mais de uma década. Talvez você não se lembre ou não saiba, mas os primeiros decks de carta vendidos foram fundamentais para a construção e o sucesso do jogo e do anime. O primeiro deles foi “A Lenda do Dragão Branco de Olhos Azuis”, lançado em 2012 em grande parte do mundo.  Esse deck é formado por 126 cartas e inclui uma variedade das cartas mais famosas da parte inicial do anime, como partes do Exodia e o Mago Negro. Mas a carta mais importante desse grupo é com certeza o Dragão Branco de Olhos Azuis.

Além de ser uma das cartas mais renomadas e conhecidas do jogo e do anime, o Dragão Branco se faz especial pelas histórias por trás dele e que podem ser contadas pela interpretação das cartas. Quer conhecer mais sobre isso? Então continue acompanhando!

Antes de tudo

As cartas de Yu-Gi-Oh! não só têm um coração, de acordo com o anime, como também são ótimas contadoras de história. A partir da imagem, da descrição e da ordenação das cartas, fãs do jogo são capazes de interpretá-las e definir uma história para as cartas mais conhecidas. Um dos contos mais famosos desse tipo acontece com o Dragão Branco de Olhos Azuis.

A lenda começa com a carta mágica “Raregold Armor”, criada pelos deuses. que apenas um guerreiro puro poderia utilizar . Dois guerreiros batalharam por ela, mas o “Kishido Spirit foi o vencedor e ganhou a armadura. O perdedor, um guerreiro do mal, fez um pacto com o senhor das trevas para se vingar do rival e recebeu então a “Metalsilver Armor”, tornando-se o guerreiro “Dark Blade”, com o poder de manipular dragões.

Com suas habilidades, ele foi capaz de tomar controle do “Pitch-Black Dragon”, um dragão das trevas. Juntos eles começaram a destruir vilarejos pelo mundo, representado pela carta “Frontline Base”.

Por outro lado, o guerreiro que ganhou a armadura dourada travou uma batalha com o “Flame Swordsman” e saiu vitorioso. Depois dessa luta, ele ficou sabendo da lenda do Dragão Branco e foi para as montanhas procurar o Senhor dos Dragões, representado pela carta “Lord D”.  Ao provar seu valor, recebeu uma pedra lendária com poderes especiais, a “The White Stone of Legend”.

O início do conflito

Nesse momento surge o guerreiro maligno, representado pela carta “Dark Blade the Dragon Knight”, a partir dos poderes da carta “Mystic Plasma Zone”. Uma batalha começa e o guerreiro do bem se vê perdendo a luta, até se lembrar da pedra que recebeu e utilizá-la como sacrifício para realizar o “White Dragon Ritual”, invocar um Dragão Branco e se tornar o “Paladin of White Dragon”. Com os poderes do dragão e da armadura dourada, ele foi capaz de derrotar Dark Blade.

Mesmo derrotando seu rival, ainda não era a hora de o Paladino ter uma vida tranquila. Seu caminho foi novamente cruzado por outro inimigo antigo, o “Flame Swodsman”, que  buscava uma revanche. O problema é que dessa vez ele não estava sozinho, pois contava com a ajuda do Mago Negro (“Dark Magician”). Com a magia desse Mago, ele conseguiu se tornar “Dark Flare Knight”, um guerreiro ainda mais poderoso. Para derrotar o Paladino, ele utilizou seu ataque mais forte, o “Fusion Weapon”. Porém, isso não foi o suficiente para vencer a luta, pois o Paladino aprendeu habilidades ocultas do “Book of Moon” e as utilizou para sair vitorioso.

Isso só não foi o fim da história do “Dark Flare Knight” pois ele tinha uma habilidade especial que o permitia invocar o “Mirage Knight”, um guerreiro extremamente poderoso, quando fosse derrotado. Mirage Knight quase consegui matar o Paladino, mas o Dragão Branco acabou evoluindo para proteger seu mestre e se tornou o lendário “Dragão Branco de Olhos Azuis”,  capaz de destruir o Mirage Knight.

O mago negro entra em cena

Agora era a vez de o Mago Negro entrar de cara na batalha para enfrentar o dragão. O Dragão atacou com seu “Burst Stream of Destruction”, mas o Mago tinha diversas magias como o “Dark Magician Atack”, “Magical Hats” e “Thousand Knives”. Quando quase se viu derrotado, o Mago Negro utilizou a magia do “Fusion Gate” e a ferramenta “Emblem of Dragon Destruction” para trazer ao campo o “Buster Blade” e se fundir com ele, tornando-se o poderoso “Dark Paladin”, forte o bastante para derrotar o Dragão.

O problema era que o Dragão não estava sozinho, já que o “Lord D.” reapareceu para dar força a ele. Com a magia de “The Flute of Summoning Dragon” ele invocou mais dois Dragões Brancos de Olhos Azuis para a batalha. Com 3 dragões tão poderosos em campo, eles foram capazes de se fundir para formar o “Blue-Eyes Ultimate Dragon”, praticamente indestrutível.

Por ser tão superior e poderoso, esse dragão lendário derrotou o “Dark Paladin”. No entanto, o “Paladin of White Dragon” não era mais capaz de controlar um monstro tão forte. e assim o dragão acabou voando e desaparecendo nas nuvens para se tornar uma lenda vista por poucos.

E então, gostou de conhecer melhor a história do Dragão Branco de Olhos Azuis. que pode ser contada a partir das cartas desse deck inicial? Que tal conhecer a história de outras cartas famosas de Yu-Gi-Oh!, como os bizarros Ojamas? Continue acompanhando nosso blog para receber mais novidades e curiosidades sobre esse jogo de cartas!

9 comentários

  1. Talvez a história fosse mais interessante se tivesse sido melhor escrita.
    Parece que está sendo contada às pressas.

  2. O lançamento foi 2002*, não?
    Ótima postagem! Adorei a proposta do Blog!
    Parabéns!

  3. Só não entendo como o dark paladin perde pro ´´Blue eyes the Ultimate Dragon“ se o efeito do ´´Dark Paladin“`faria ele ganha 500 de ATK pra cada Dragão Branco no cemitério e mais 500 de ATK com o ´´Blue eyes the Ultimate Dragon“ no campo. Fora também o ´´Pitch Black Dragon“ que também tava morto (no cemitério).

    • Eduardo José de andrade

      Assim como no anime (SPOILER A SEGUIR SE VOCE NÂO VIU O YU_GI_OH! CLÀSSICO ATÈ O FIM! AVISADO) o mago negro conseguiu derrotar o diabólico em sua ultima forma que conseguiu matar slifer (ok o velho aknadi machucou a pedra do slifer e ele não pode atacar e levou o golpe do diabólico e morreu) no mundo dos monstros os pontos de ataque e defesa e seus efeitos que tem no card game não influencia numa batalha no mundo deles (Mas o dragão branco ainda é forte pra caramba) é tipo quem acertasse matava e quem levava morria (foi assim que no anime no antigo egito o mago negro foi derrotado pelo dragão branco).

  4. Existem erros grosseiros no inicio do post:

    “O primeiro deles foi “A Lenda do Dragão Branco de Olhos Azuis”, lançado em 2012 em grande parte do mundo” Não se exatamente o ano, mas sei que não foi em 2012.

    ” Esse deck é formado por 126 cartas ” Não é deck, são boosters.

  5. Eu imaginei um duelo ao ler esta história kkkkk

  6. Cara… Muito foda! Quem fica falando muito e muito no final acaba não falando nada. A verdade é que ninguém observa a luta pela visão da polaridade universal (pólos regentes do universo positivo e negativo). Só eu consegui destacar a palavra “white” e “dark”, que literalmente é branco e negro? As cores destacam e evocam essa polaridade da luta entre o bem e o mal. E, como todos nós sabemos, o bem sempre vence no final, nesse caso o Branco (Bem) ao invés do Negro (Mal). Mas é muita falta de percepção também, porque no post o amigo deixa bem claro a informação da história: “o guerreiro bom e o guerreiro mal.

    Na verdade eu só não consegui compreender uma coisa: o mago Negro nessa história é ruim, enquanto que o dragão Branco é bom. Mas, só que no anime, quando Ishizu vai mostrar a pedra antiga egípcia, que continha a imagem de Kaiba e Yugi, duelando uma batalha pelo destino do universo, Kaiba é o mago mal que queria controlar os três deuses egípcios e dominar o mundo, enquanto Yugi é o faraó bom que queria proteger o mundo e aprisionar o mal nas relíquias do milênio. Só que, na imagem esculpida na pedra, o Dragão branco estava acima do Kaiba e o Mago Negro acima do Yugi. Ou seja: como o Dragão Branco seria bom, se estava com o Kaiba? E, como o Mago Negro seria ruim, se estava com o Yugi? Deveria ser Dragão Negro e Mago Branco? Kkkkk… Só uma observação filosófica… A não ser que… O Dragão apenas seja um mostro, assim como o Mago; e sua maldade ou bondade dependa apenas daquele que o controla. Mas gente! Não vamos esquecer que que é só um desenho, okay? O desenho, se analisado e visto com uma percepção apurada é muito foda. Então, vamos assistir! E quem quiser se opor a isso… Que tal um duelo? Kkkkk… Fui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*