O Holocausto do RPG, Guerra dos tronos RPG

rhaegar-vs-robert-e1357158516964

 

Você por acaso deve ter pensado em evitar que os Starks fossem dizimados? Ou em estar comandando os Lannisters? Que tal dominar Westeros? Isso são um pouco das coisas que você pode fazer no GdTRPG (Guerra dos Tronos RPG). Guerra dos tronos RPG é um livro baseado em Game of Thrones que é o primeiro livro da série de fantasia épica As Crônicas de Gelo e Fogo, escrita pelo norte-americano George R. R. Martin e publicada pela editora Bantam Spectra.
O sistema de regras do GdTRPG é bem simples, o jogador cita a ação, o mestre impõe a dificuldade do teste e o jogador rola o número de dados igual a sua habilidade, se superar a dificuldade do teste ou igualar o jogador obteve sucesso e depois o mestre escreve o desenrolar da história.

Sistema de criação

Uma coisa bem diferente neste RPG é o sorteio para a criação do personagem, ou seja, eu posso sortear tudo do personagem e assim seria como se ele nascesse sem escolher seus atributos e etc (mas isto é opcional o personagem pode ser criado de maneira tradicional).
O sistema de criação de personagem é parecido com os de outros RPGs, onde você compra as habilidades e especialidades do personagem. E mais um ponto interessante neste RPG são os pontos de destino, que podem ser usados de duas formas: A primeira forma, é que no início do RPG eu tenho de gastar pelo menos a metade dos pontos no personagem para comprar qualidades (uma espécie de vantagem), e a segunda forma é usá-los na campanha, por exemplo, se um personagem estiver à ponto de morrer, isto pode ser evitado queimando um ponto de destino e escolhendo outra consequência (porém o detalhe é que os pontos de destino queimados não podem ser recuperados).
Antes de criar os personagens e escolher suas respectivas classes, o grupo deve criar a família, ou seja, o “reino” de ondes os personagens participarão. O legal na criação da “casa” da equipe é a escolha de defesas como: castelos, torres, pântano como terreno, e os soldados (que são a parte legal “O Holocausto MUHAHAHA”). Ah! Além disso tudo, criar um escudo para a sua equipe, afinal quem não gosta de escudos? (Two-Handed não ousem se manifestar. Obrigado).
Já na parte de luta temos três “Modalidades”, Combate, Intriga e Guerra. O Combate é como em 99% dos outros RPGs onde personagens se enfrentam até que um (ou mais) personagens desmaiem e um dos lados sai vitorioso. Intriga é uma espécie de discussão onde, há uma espécie de vida que se chama compostura, e há as habilidades de ataque como por exemplo a barganha – A intriga foi uma boa sacada do jogo, pois quando um novo personagem entra no meio da intriga, após isso toda a compostura de todos os personagens volta ao máximo -.
Falando da guerra não posso esquecer de dizer isso “O Holocausto MUHAHAHA”, há muita morte nisso (muita), onde recrutar plebeus ou pagar um pouco mais caro para ter uma cavalaria bem treinada define tudo. E outra sacada bem legal é que quando você compra uma unidade de soldados deve comprar seu treinamento. Tirando as armas de cerco no jogo que fazem um estrago em castelos e torres principalmente, e algumas outras coisas como ácidos e venenos (porém a maioria só pode ser encontrada no Porto do Rei).
No capítulo do narrador se encontram a maior parte das coisas de outros livros de RPG. No capitulo do mestre: fala de personagens primários, secundários e terciários. Também descreve os personagens: quanto geram de experiência e dá dicas para níveis de dificuldade etc.

Conclusão

Este é um bom RPG para veteranos, que pegarão o jeito mais rápido, e para os iniciantes também acaba ficando legal jogar (é justo), pois o jogador ficará melhor preparado para RPGs mais difíceis futuramente. Particularmente aconselho jogá-lo com tempo, e quando eu falo tempo, digo um final de semana inteiro pelo menos, já que a campanha do RPG fica mais interessante na medida que é jogada, assim dando tempo de ter os vários reinos de Westeros envolvidos.
E você deve estar se perguntado porque Holocausto do RPG? “CARA, isso é de quebrar tudo haha, se você é um daqueles caras que gosta de guerras épicas e muita destruição – não esquecendo de intrigas -, você com certeza está no lugar certo! ”.

“Boas Guerras, Camarada”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*