Conhece o MissingNo? Descubra esse glitch que virou lenda em Pokémon!

Quem já jogou Pokémon Red ou Blue provavelmente já trombou com um Pokémon estranho, com gráficos bizarros ou fora de contexto (como um fóssil de Aerodactyl ou de Kabutops), que atrapalhou o jogo todo. Se você já perdeu seu save por causa disso, saiba que o culpado tem nome: MissingNo, um dos mais de 100 bugs espalhados pela série de jogos de Pokémon!

Quer saber mais sobre esse glitch e a lenda que surgiu ao redor dele? Então abra sua PokéDex e continue lendo:

Missin… o quê?

MissingNo é uma abreviação de “missing number”, ou seja, “número faltante”. Apesar de muitos fãs o tratarem como um Pokémon a mais, a Nintendo já declarou que se trata realmente de um glitch, não de uma parte do jogo, e que ele pode causar danos ao save do jogador.

Ele acontece por causa de erros em 3 eventos da programação do jogo: primeiro, o programa não consegue carregar corretamente o valor relativo à área em que o personagem se encontra. Segundo, o jogo armazena temporariamente o nome do jogador no buffer de dados. Já o terceiro fator está relacionado ao chamado “tratamento de exceções”, que é a maneira como o jogo lida com situações em que o valor no buffer não corresponde a um Pokémon da base.

Se isso tudo pareceu muito teórico, não se preocupe: no próximo tópico vamos te explicar com exemplos práticos.

Dá para capturar o MissingNo?

Dá, mas precisamos avisar: isso pode prejudicar bastante o seu jogo e te fazer até perder todo o seu progresso. Se mesmo assim você quer se arriscar a pegar esse “quase” Pokémon que já virou uma lenda, dá uma olhada no passo a passo:

  1. Vá até o velhinho em Viridian City que te ensina a capturar Pokémons e inicie o tutorial. É aqui que o jogo vai armazenar o valor relativo ao nome do jogador no buffer de dados.

  2. Depois do tutorial, use o Fly e vá para Cinnabar Island — não tem nenhum valor associado a essa área do jogo —, depois o Surf para nadar na divisa entre o continente e o mar a leste.

  3. Nade nessa região até encontrar algum Pokémon. Nesse momento, o jogo vai tentar acessar o valor da área para definir qual Pokémon deve aparecer, mas, como o valor armazenado no buffer é relativo ao nome do jogador, que não corresponde a nenhum monstro, é o MissingNo que aparece.

Depois que o encontro for iniciado, é só travar a batalha normalmente e atirar sua PokéBola. Se o seu jogo começar a apresentar problemas depois disso, não se desespere: tente soltar o MissingNo antes de resetar o jogo.

Por que o MissingNo existe?

A versão oficial diz que, originalmente, 190 Pokémons seriam apresentados em Red/Blue, e os espaços para os 39 monstrinhos que não foram desenvolvidos continuaram nos arquivos do programa. Porém, existe uma teoria segundo a qual o MissingNo é a evidência de uma história (um tanto quanto sombria) para o Cubone.

Segundo a teoria, o glitch deveria ser um Pokémon que não chegamos a conhecer: um filhote de Kangaskhan. Ele poderia evoluir de 2 maneiras: ou para um adulto, ou para um Cubone, caso o jogador o deixasse segurando um crânio de Kangaskhan. Isso porque, de acordo com a lenda, o Cubone é um filhote de Kangaskhan que perdeu a mãe e passou a usar seu crânio como capacete e seus ossos como armas para se proteger.

Apesar de não ser confirmada, existem vários indícios que suportam a teoria. Além da semelhança entre o Cubone e o filhote de Kangaskhan que aparece no sprite do Pokémon, todas descrições do Cubone na PokéDex falam que ele perdeu a mãe, e muitas versões do jogo (como o Yellow e o SoulSilver) chegam a afirmar que o crânio que ele usa é dela. Além disso, se o jogador treinar o MissingNo, ele eventualmente evolui para um Marowake.

Verdadeira ou não, a história é bem construída o bastante para aumentar ainda mais o ar de mistério ao redor do MissingNo. E não é a primeira vez que os fãs de Pokémon criam teorias mirabolantes: confira também esse post sobre as múltiplas dimensões do mundo de Pokémon!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*